O que você procura?

Canal de Descarga beneficiará mais de um milhão de pessoas em vários bairros

“A macrodrenagem, que reduz alagamentos e impede transtornos e prejuízos, é uma das principais demandas de Belém. Por isso a prioridade em realizar e concluir obras nessa área”, declarou nesta quarta-feira, 9, o prefeito Edmilson Rodrigues, anunciando que vai entrar em funcionamento, até o final do ano, o Canal de Descarga Caripunas Beira-Mar. 

Com quase 100% das obras concluídas e já com as comportas instaladas, o Canal beneficiará, diretamente, 30 mil moradores que hoje vivem em áreas sujeitas a alagamentos no bairro do Jurunas. De forma indireta, mais de um milhão de moradores de Belém se beneficiarão com a diminuição dos alagamentos também nos bairros da Condor e Cremação e partes da Cidade Velha, Batista Campos e Nazaré.

“Pegamos essa obra com quase zero de desenvolvimento e priorizamos a conclusão para acabar com o sofrimento dos moradores de dois dos bairros mais populosos de Belém, o Jurunas e a Cremação,  além dos outros bairros adjacentes”, destacou Edmilson.

Recursos próprios

Orçado em R$ 32 milhões, considerando obras e serviços, o Canal de Descarga é construído pela Prefeitura de Belém por meio do Programa de Saneamento da Bacia da Estrada Nova (Promaben), com financiamento próprio. A obra é executada pela empresa Construtora Central do Brasil (CCB), com supervisão da empresa Magna Engenharia.

Macrodrenagem e saneamento

“O Canal de Descarga Caripunas Beira-Mar é um grande sistema de macrodrenagem que tem a função de acumular água e controlar marés e essa obra cumpre essa finalidade”, explica o coordenador Geral do Promaben, Rodrigo Rodrigues. “Um sistema de comportas manual e automático, que tem uma grande capacidade de reservar água”.

O prefeito Edmilson Rodrigues complementa: “A obra finalizada vai contribuir para a solução de alagamentos crônicos no bairro do Jurunas, na av. Bernardo Sayão, onde os antigos canais abertos vão ser fechados em obras futuras na Mundurucus, Timbiras, Caripunas, Pariquis. Todas essas áreas agora vão ter local onde armazenar água, que ficavam nas ruas”, detalha o prefeito.

Sistema completo

O coordenador da Promaben Rodrigo Rodrigues afirma que, solucionando problemas de microdrenagem, com manutenção e limpeza dos canais, se terá um sistema completo em funcionamento a serviço da população, valorizando os imóveis, as ruas, a vida dos moradores beneficiados, melhorando a qualidade de vida de toda população. “Isso é saneamento” enfatiza Rodrigo.

Habitação com dignidade

O prefeito Edmilson Rodrigues também anunciou que a Prefeitura viabiliza a construção do Conjunto Habitacional e Comercial na travessa Quintino Bocaiúva, entre avenida Bernardo Sayão e Travessa Honório José dos Santos, no Jurunas. O residencial terá 224 unidades habitacionais e 44 boxes comerciais.

Iniciadas em janeiro, as obras têm prazo de execução de dois anos, “mas já a partir de dezembro deste ano deverão ser entregues os primeiros dois blocos com 32 unidades habitacionais”, ressaltou o prefeito.

A Prefeitura também vai construir o Conjunto Habitacional Adicional (com 128 unidades habitacionais), como uma complementação do Conjunto Habitacional e Comercial: ampliando a oferta total para 352 unidades.

As obras estão orçadas em R$ 37 milhões, com recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“O BID confiou tanto na nossa gestão que liberou o financiamento que já tava quase perdido pela gestão anterior”, relatou o prefeito.

Prioridade

O Conjunto vai garantir a qualidade de moradia e de trabalho para as famílias e comerciantes. Eles agora serão remanejados para a realização das obras de saneamento e infraestrutura nos bairros do Jurunas, Condor e Cremação.

“Famílias que recebem auxílio aluguel da Prefeitura há quase 18 anos serão as primeiras beneficiadas com unidades habitacionais”, destacou o prefeito.

O projeto arquitetônico contempla a construção de 22 blocos de quatro andares com quatro apartamentos por andar e um Centro Comercial com 44 boxes.

O Conjunto terá ainda playground, academia ao ar livre, central de resíduos, reservatório elevado e cisterna, além de estacionamento com acessibilidade para PCD.

Os moradores também terão tratamento de esgoto pela Estação de Tratamento de Esgoto, que será construída na avenida Bernardo Sayão com a travessa Quintino Bocaiúva.

Duplicação da Bernardo Sayão

Principal via coletora da Bacia Hidrográfica da Estrada Nova (bairros do Jurunas, Condor, Cremação e Guamá), a duplicação da avenida Bernardo Sayão, no trecho entre as Ruas dos Tamoios e Mundurucus, já está em licitação.

A continuação do trecho entre a rua dos Mundurucus e a avenida Engenheiro Fernando Guilhon está prevista para o primeiro semestre de 2023.

Ocupada de maneira desordenada, em cima de um canal artificial a céu aberto sem revestimento, que recebe toda a drenagem e os efluentes sanitários de toda a Bacia Hidrográfica da Estrada Nova, a duplicação da avenida Berardo Sayão é necessária e urgente para melhorar as condições socioambientais e a qualidade de vida da população desses bairros, como explica Rodrigo Rodrigues.

Será feita a estruturação do canal e a duplicação da avenida com a instalação de aduelas para o melhor escoamento das águas pluviais. E ainda obras de microdrenagem, sistema viário, urbanização, sinalização e melhorias do sistema de abastecimento de água.

“Saneamento e habitação, duas áreas essenciais em que a Prefeitura atua com prontidão para melhorar a vida de mais de um milhão de pessoas”, concluiu o prefeito.

Texto:

Raimundo Sena

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Notícias relacionadas: