O que você procura?

Trânsito não será interrompido durante duplicação da Bernardo Sayão

“Eu fico feliz porque a gente não vê a hora disso aqui acontecer, de conclusão. Ver a avenida pronta porque é um sonho para gente que mora aqui na Bernardo Sayão, porque é periferia, porque a gente mora mal, a comunidade tinha que conviver com esse valão a céu aberto, sem saneamento básico. Isso faz muito mal pra comunidade, principalmente para as crianças. Ver essa avenida pronta é um sonho que agora o prefeito Edmilson vai realizar”, celebra a conselheira do Jurunas, Rosilene Correa.

Esse foi o clima da primeira reunião da Comissão de Fiscalização de Obras e Serviços (Cofis) da duplicação da avenida Bernardo Sayão, realizada na noite desta terça-feira, 05, no canteiro de obras da avenida. Cerca de 40 pessoas participaram da reunião, para, principalmente, tirar dúvidas sobre como a obra vai mexer com o cotidiano da comunidade.

O coordenador geral do Promaben, Rodrigo Rodrigues, apresentou o cronograma de desenvolvimento da obra e garantiu que ela está sendo planejada para que não seja necessário o fechamento da via. “Uma das grandes preocupações de quem mora nessa parte da Bernardo Sayão é viver outro ano sem poder transitar na via, como ficou na época da construção do Canal de Descarga. O canal de descarga foi iniciado pela gestão passada, sem um planejamento adequado e sem os componentes necessários para finalizar a obra. Isso impediu a adoção de uma metodologia menos impactante na área. Dessa vez, criamos um sistema para que esse transtorno não aconteça”, assegurou o coordenador Geral do Promaben.

A integrante da Cofis, Ana Reis, dona de casa de 57 anos, também está confiante na entrega da obra até antes do prazo. “Esse tipo de reunião é muito proveitosa porque podemos tirar as nossas dúvidas, acompanhar de perto o andamento dessa obra e das outra que estão na área de abrangência do bairro e que serão muito importantes para todos os moradores da cidade”, afirmou.

Além da duplicação da Avenida Bernardo Sayão, a reunião tratou também das Cofis das outras obras que estão sob a responsabilidade do Promaben como os Conjuntos Habitacionais I e II e 44 boxes comerciais, no bairro da Condor; a Unidade de Referência de Doença Tropicais Negligenciadas, na Cremação; a Estação de Tratamento de Esgoto, no Jurunas; e a Nova Sede do Promaben, na Cidade Velha.

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Notícias relacionadas: