O que você procura?

Prefeitura incentiva mulheres do Jurunas a terem seu próprio negócio

A Prefeitura de Belém, por meio de uma parceria entre o Banco do Povo de Belém e o Programa de Saneamento da Bacia da Estrada Nova – Promaben, promove, a partir desta segunda-feira, 18/10, os cursos de capacitação profissional de panificação e de processamento de frutas e produção de doces para 40 mulheres moradoras do bairro do Jurunas.

Os cursos estão sendo realizados por meio do programa de capacitação profissional da Prefeitura de Belém, Donas de Si, que é gerenciado pelo Banco do Povo de Belém. São duas turmas com 20 participantes em cada curso. O público atendido é de beneficiárias do Bora Belém e do auxílio moradia do Promaben. O objetivo da Prefeitura é estimular a independência financeira das famílias em condição de vulnerabilidade social

A iniciativa é do Projeto Social do Promaben por meio do Consórcio TPF/Synergia e tem a parceria ainda da Fundação Papa João XXIII – Funpapa e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

A engenheira de alimentos do Senar, Brenda Brito, que está ministrando os cursos, afirma que o objetivo é evitar o “desperdício que acaba tendo durante a safra para que elas possam agregar valor a esse produto, fazendo um doce, uma geleia, uma compota e outros produtos, como bolos e biscoitos”.

“O Promaben não é só macrodrenagem, não é só asfalto, estamos também fortalecendo a organização comunitária e também oferecendo cursos de capacitação profissional para que essas pessoas se potencializem financeiramente”, afirmou a subcoordenadora Social do Promaben, Regina Penna.

A coordenadora Geral do Banco do Povo de Belém, Georgina Galvão, informou que “todos que passarem pela capacitação do Donas de Si vão poder depois obter um crédito para montar os seus próprios negócios e serem empreendedores individuais ou coletivos”.

As aulas dos dois cursos estão acontecendo no Centro Comunitário Paulo Roberto, no bairro do Jurunas, e vão até o dia 29/10. Pela manhã, das 8h às 12h, a instrutora Brenda Brito, vai ministrar o curso de processamento de frutas e produção de doces, compotas, licores, banana chips; e picles. À tarde, das 13h às 17h, ela vai ministrar um curso de panificação e produção de pães variados; pizza; bolos, salgados, biscoitos e sequilhos.

“Graças a Deus nós fomos contempladas com esse curso e a gente vai tentar aprimorar a cada dia com muita dedicação”, agradeceu Ana Cláudia Tavares Bentes, autônoma. Já a desempregadas e mães de duas filhas, Edileia Nery Pinheiro, diz que espera “uma melhora de vida. Quero aprender isso para me dar futuramente uma renda e coisas melhores”.

Durante os cursos, o Banco do Povo de Belém vai ministrar palestras sobre precificação, enquanto a Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) vai dar palestra para a emissão da carteira de manipuladores de alimentos. Ainda, outra parceira do Donas de Si, a Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal do Pará (UFPA) será chamada a analisar a produção das alunas que receberão um certificado do Senar válido em todo o Brasil.

Participaram da abertura do evento, além coordenadora Geral do Banco do Povo de Belém, Georgina Galvão, e da representante do Promaben, Regina Penna, o presidente da Funpapa, Alfredo Costa, o coordenador do Tá Selado, Benedito Costa, e a presidente do Centro Comunitário Paulo Roberto, Joana Matos.

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Notícias relacionadas: