O que você procura?

Oficina ensina a reutilizar óleo de cozinha

Um litro de óleo de cozinha pode contaminar cerca de 25 mil litros de água. Esses números se tornam preocupantes quando considerada a paixão do paraense pelo peixe frito com açaí, famoso nas barracas no Ver-O-Peso, e as populares coxinhas vendidas por ambulantes nos bairros da cidade.

Com o objetivo de diminuir o descarte irregular e evitar que o óleo usado nas frituras chegue aos canais e contamine as águas do maior estuário de água doce do mundo, a Prefeitura de Belém, por meio do Programa de Saneamento da Bacia da Estrada Nova – Promaben, promove, às 9h desta quinta-feira, 22 de julho, a oficina de Reaproveitamento de Óleo de Cozinha para fabricação de sabão. O evento será realizado pelo consórcio TPF/Synergia, na Avenida Bernardo Sayão, nº 1114, esquina com Rua dos Caripunas.

Outras oficinas irão acontecer ao longo Programa de Educação Ambiental e Sanitária – PEAS do Promaben, que está promovendo o evento, para capacitar moradores do Jurunas, Condor e Cremação, bairros sob influência das obras do Programa, a reutilizar óleo de cozinha para fabricação de sabão e com isso diminuir a quantidade de óleo descartado irregularmente.

“O descarte irregular de óleo de fritura pode causar obstrução na tubulação, pois a gordura fica sólida quando esfria e não se dissolve na água”, explica o subcoordenador Ambiental do Promaben, Alex Ruffeil.

Além da preservação ambiental, o objetivo da oficina é também fomentar o empreendedorismo. A engenheira agrônoma, Mestre em Gestão dos Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia, Tahnity Haarad, que vai ministrar as oficinas explica que o reaproveitamento do óleo de cozinha minimiza os efeitos do descarte incorreto e da poluição nos cursos d’água e do solo. Ela aponta ainda que a reciclagem do óleo usado garante a sustentabilidade e oferece resultados positivos nos aspectos social, ambiental e financeiro.

“Essas iniciativas têm que ser levadas para a periferia e a educação tem que ser a base de tudo e com isso eles podem perceber que aquilo que eles vão descartar pode ser uma fonte de renda ou de economia doméstica, porque o resultado da oficina vai servir para a higiene doméstica que já se torna menos um gasto no supermercado”, explica a ministrante da oficina.

Antes da oficina uma equipe Ambiental do consórcio TPF/Synergia realizará um mutirão, na manhã de quarta-feira, dia 21 de julho, para coleta de óleo de cozinha usado, na Rua dos Caripunas, entre Avenida Bernardo Sayão e Travessa de Breves.

Os moradores também poderão depositar óleo de cozinha usado em um ponto de coleta que a Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável – Concaves vai disponibilizar na Rua dos Caripunas, nº 142, próximo da Avenida Bernardo Sayão.

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Notícias relacionadas: