O que você procura?

Muro do Canal de Descarga da Caripunas Beira-Mar recebe grafite

Quase 20 crianças vizinhas ao Canal de Descarga da Caripunas Beira-Mar participaram da ação de Grafite que mudou a cara da praça Antônio Flávio Pena de Souza, no Bairro do Jurunas, em Belém. A ação faz parte do Programa de Comunicação Social do Projeto Social do Programa de Saneamento da Bacia da Estrada Nova (Promaben) e foi realizado junto com a Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura de Belém, no último dia 01 de abril, durante a Ação Belém Cidadã.

O processo do grafite começou bem antes do início da pintura do muro onde os artistas escolhidos apresentaram o portfólio do trabalho já realizado em outros muros da cidade. A Tinta Preta Produções com sua marca registrada por vários locais e experiência de arte de rua, foi a escolhida para neste momento conhecer a realidade dos moradores do Jurunas e propor uma pintura que fizesse relação entre cidade ribeirinha vivenciada pelos jurunenses e que pudesse fazer a diferença na vida dos vizinhos da obra e dos frequentadores do local.

Uma das artistas do Tinta Preta Produções, Mina Ribeiro, explica a importância do grafite para a mudança de percepção das cidades. “O graffiti é uma ferramenta artística política de transformação, ferramenta que promove a transformação de espaços e o envolvimento de pessoas que moram ou transitam por ele e que naturalmente se encantam com as cores e com o processo artístico”, explica.

Para Mina, o graffiti toca as pessoas, isso acontece de forma bem espontânea, uma troca sadia entre os artistas que desenvolvem a arte e as pessoas que chegam para perguntar do que se trata qual a ideia do trabalho. “Esse envolvimento garante a preservação do espaço e do entorno onde a obra está localizada, a comunidade local que se envolve no processo de construção da obra torna-se defensora daquele local que fica como patrimônio para comunidade”, aposta a artista.

A moradora da Vila Caripunas Beira-Mar, Larissa Santos, de 12 anos, ficou encantada por participar da Oficina. “Antes a gente não tinha nenhuma diversão aqui, agora temos uma praça, podemos pintar o muro, tudo acontece aqui na nossa rua agora”, celebra a menina.

Compartilhe esta notícia:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email

Notícias relacionadas: